400 vitimas de animais venenosos foram registrados no Sul da Bahia

Somente no ano de 2017, entre os dias  1º de janeiro e segunda-feira (17) foram notificados 411 ataques de animais peçonhentos em 27 municípios sul-baianos. Mais de 50% das ocorrências foram registradas em Itabuna e Ilhéus, conforme dados da Secretaria Estadual de Saúde.

Somente em Itabuna, foram 147 ataques de animais venenosos como cobras, escorpiões, aranhas e abelhas. Esses ataques resultaram em duas mortes.Em Ilhéus, foram registrados 67 ocorrências e dois óbitos.Outros municípios com números considerados altos de ataques de animais peçonhentos são Barro Preto (13 casos), Camacan (11), Ibicaraí (14), Itaju do Colônia (19), Pau Brasil (17) e Una (11).

A cidade de Jequié, distante 192 km de Ilhéus,  foi o município baiano com maior quantidade de pessoas atacadas por animais venenosos, que já contabiliza 464 notificações. Na sequência aparece Feira de Santana, com 319 ocorrências. Neste ano de 2017, animais peçonhentos já causaram 9.209 acidentes e 32 mortes em todo o estado. Já nos 12 meses de 2016 foram 15.235 ataques e 60 mortes. No período Itabuna registrou 178 casos e Ilhéus outros 170.

Ilhéus possui uma Unidade de Referência para ataques de animais peçonhentos,  que é o Hospital Regional Luiz Viana Filho, (73) 3634 – 3274 / 3231 -4511 . Já Itabuna possui três Unidades de Referência que são o Hospital Manoel Novaes, no Bairro Fátima, (73) 3214 – 4300, Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, (73) 2102 -5150 e o Hospital Calixto Midlej Filho, no Pontalzinho, (73) 3214 -9100 / 2330.

Veja aqui a lista completa das cidade que tem Unidades de Referência.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.