Apenas 1,3% dos presos no Brasil cumprem pena, diz Barbosa

Apenas 1,3% (2,8 mil criminosos) são julgados, condenados e permanecem cumprindo pena no Brasil anualmente. O dado, apresentado pelo secretário da Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, na 4 edição do Brazil Conference at Harvard & Mit, contrasta com os 223 mil criminosos, que no início do processo de apuração, são na maioria das vezes flagrados cometendo atos ilícitos, no país.

No evento promovido pela Harvard University, em Boston, Barbosa ressaltou a importância de aprimorar o Sistema de Defesa Social. “Sempre a cobrança se concentra nas forças policiais, mas o bom funcionamento de outras instituições como o Ministério Público e a Justiça são fundamentais para que tudo funcione da melhor maneira”, afirmou.

Um Plano Nacional de Segurança Pública, que contemple ações especiais que previnam a entrada de drogas no país pelo maior produtor de cocaína do mundo, a Colômbia, para Barbosa, também é fundamental. “Somos rota de tráfico internacional para dois continentes (Europa e África) e precisamos reagir com inteligência”, declarou o secretário da Bahia.

Antes de finalizar, ressaltou que Segurança Pública é também reduzir as desigualdades sociais e investir em um novo modelo de polícia. “Na Bahia implantamos em 2011 as Bases Comunitárias de Segurança em bairros carentes, onde desenvolvemos cursos de música, artes marciais, com a filosofia comunitária. Após sete anos percebemos mudanças relevantes nessas comunidades”, contou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.