Ilhéus ainda não conseguiu alcançar 70% de biometrizados; Prazo se encerra em 31/01

Em nova atualização feita pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 17 municípios da Bahia superaram a marca de 80% de eleitores biometrizados e estão cada vez mais próximos de concluir o recadastramento biométrico de seus eleitores.

A cidade com o maior percentual de eleitores biometrizados é Candiba (91,07%), seguida por Ipecaetá (87,26%), Lafaiete Coutinho (86,35%), Manoel Vitorino (85,21%) e São Gabriel (83,73%).

Segundo o site do TRE, os outros municípios que superaram a marca dos 80% de eleitores biometrizados foram Guanambi (83,37%), Seabra (83,33%), Brumado (82,79%), Sapeaçu (82,68%), Presidente Dutra (82,21%), Novo Horizonte (82,10%), Cruz das Almas (81,58%), Pintadas (81,49%), Santo Estevão (81,41%), Apuarema (81,40%), Umburamas (81,07%) e Banzaê (80,79%).

Cidades com percentual baixo

Enquanto 17 cidades apresentaram percentual acima dos 80%, nove aparecem com porcentagem abaixo dos 70%, sendo que apenas Vera Cruz apresenta números inferiores aos 60%.

De acordo com o TSE, Vera Cruz aparece com apenas 51,81%, tendo o menor percentual entre as 54 cidades que estão em revisão extraordinária. Outros municípios que estão com números inferiores a 70% são Ilhéus (60,50%), Camaçari (61,57%), Itaparica (61,62%), Biritinga (64,32%), Salvador (65,15%), Santa Cruz Cabrália (65,17%), Ourolândia (66,74%) e Aracatu (68,85%).

Vale lembrar que o eleitor que precisar se ausentar do serviço para fazer o recadastramento biométrico não poderá ter descontado seu salário. É o que garante o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), que esclarece, ainda, que, ao cidadão que comparecer aos postos ou cartórios da Justiça Eleitoral para realização do procedimento será fornecido atestado de comparecimento. O prazo final ainda permanece inalterado: 31 de janeiro.

Veja o que é necessário para fazer o recadastramento:

 – Documento oficial de identificação que contenha foto (Ex.: RG, CNH, Carteira Profissional,
Passaporte, Carteira de Reservista ou Certificado de Alistamento Militar);
Comprovante de residência recente (emitido há, no máximo, 3 meses), conforme abaixo:
– em nome do eleitor;
– em nome de um parente (o eleitor deve comprovar o parentesco);
Se for o 1º título eleitoral, necessita-se ainda do comprovante de quitação do serviço militar (para
homens com idade entre 18 e 45 anos);
Documento comprobatório de alterações de dados pessoais, se houver (Ex.: certidão de casamento
com homologação de separação, sentença judicial etc.).
ATENÇÃO!!!
A CNH (Carteira Nacional de Habilitação) não é válida como documento de identificação para o
alistamento eleitoral (1º título de eleitor) por não conter nacionalidade/naturalidade, assim como
o Passaporte, se não contiver a filiação;
– Os documentos apresentados devem ser ORIGINAL;
– Se você tiver o Título Eleitoral anterior, traga-o (se o tiver perdido, não é necessário trazer o
boletim de ocorrência).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.