Salvador: Três pessoas são indiciadas pelo acidente da lancha Cavalo Marinho.

A Polícia Civil concluiu, na terça-feira (10), o inquérito que apurou o acidente da embarcação Cavalo Marinho I. O naufrágio, ocorrido na Baía de Todos os Santos, no dia 24 de agosto de 2017, era investigado pela 24ª Delegacia Territorial (DT), localizada em Vera Cruz.

O procedimento foi instaurado logo após o acidente, pelo delegado Ricardo Amorim, titular da 24ªDT, uma das unidades integrantes do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom). De acordo com o delegado, na conclusão, três pessoas foram indiciadas por homicídio culposo e lesão corporal culposa. “Concluí que imperícia e outras irregulares foram os motivos para os indiciamentos”, comenta Ricardo.

O inquérito aponta o comandante da embarcação, Osvaldo Coelho Barreto, o proprietário da empresa, Lívio Garcia Galvão e o engenheiro naval, Henrique José Caribe Ribeiro, como culpados pelo acidente. “Colhi cerca de 135 depoimentos de vítimas, tripulantes, do proprietário da empresa e do engenheiro naval, além dos 95 exames solicitados”, relatou o delegado.

A perícia realizada pela Marinha do Brasil e vistorias da Capitania dos Portos, dentre outros documentos relacionados à embarcação, também contribuíram para as investigações policiais. O inquérito foi encaminhado para o fórum da comarca de Itaparica.

Fonte: Ascom / PC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *