Brasil: Dono da Dolly é preso por fraude e organização criminosa

O dono da fábrica de refrigerantes Dolly, Laerte Codonho, foi preso em sua casa, em Cotia, na Grande São Paulo, nesta quinta-feira (10). Ele é investigado por fraude fiscal estruturada, organização criminosa e lavagem de dinheiro. As fraudes chegariam a R$ 4 bilhões.

Ele foi preso pela Polícia Militar e encaminhado ao 77º Distrito Policial. Laerte cumpre um mandado de prisão temporária.

As investigações apontam que a empresa demitiu funcionários e os recontratou em outra companhia para fraudar o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Além da prisão, foram apreendidos dois helicópteros e um carro de luxo. A operação envolve o Gedec (grupo especial do Ministério Público paulista para combate à formação de cartel e lavagem de dinheiro), a Procuradoria-Geral do Estado e a Polícia Militar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.