A arte de empreender: Com carisma e bom humor, designer de sobrancelha faz sucesso no Calçadão da Paranaguá

Empreender é a palavra da vez. Ainda mais com o quadro de desemprego e demissões que ainda é crescente e não é mérito somente de Ilhéus. Quando as pessoas  se veem encabeçando a lista de desempregados, tendo obrigações com família e dividas, automaticamente se colocam na posição de não se entregar, fazer chegar a comida na mesa e enxergam no empreendedorismo, uma chance de sobrevivência.

E aqui em Ilhéus no Calçadão da Paranaguá, centro da cidade, tem de tudo: vendedores de relógios, óculos, roupas, frutas e tudo mais, mais um deles, fugiu à regra e ofereceu algo diferente a quem passa diariamente na região.

É o caso de Anselmo Souza, o “Super Shock”, de 24 anos, morador da Vila Freitas, zona oeste de Ilhéus, designer de sobrancelha e vendedor de turbantes que ele mesmo faz, e ao contrário do que se imaginava, as mulheres sem nenhum constrangimento, faz fila para serem atendidas pelo profissional.

Com a venda de turbantes e design de sobrancelhas, “Super Shock”  um vários exemplos de empreendedorismo em tempos de crise (Foto: Acervo IEP)

De sorriso cativante e uma boa conversa, de grão em grão, vai fazendo a alegria das mulheres (o público mais frequente) com o design, que pode ser feito de pinça ou navalha ao gosto do cliente e um dos atrativos, além da qualidade do serviço é o preço o que faz em muitas vezes, ficar até a noite atendendo as clientes.

Segundo “Super Shock”, ele ficou um período de 7 anos em Vitoria, no Espírito Santo, quando voltou, desempregado, pegou parte das economias e investiu em um curso de design de sobrancelha e cortes de cabelo pelo Instituto Mix, e para fugir do convencional, foi às ruas mostrar o seu trabalho. “Realmente o começo não foi fácil. Eu já vendia os turbantes e logo depois que conclui o curso, quis trazer pra rua o meu trabalho e percebi que era uma área muito procurada. O pessoal começou a ver o meu trabalho e graças a Deus está dando certo. A pessoas passam a confiar em você quando você demonstra o seu trabalho, caso contrário, essa confiança não se abre. O pessoal tem abraçado com muito carinho e só tenho a agradecer”. – comenta.

De tempos em tempos, tem problemas mais com a fiscalização do que concorrência, pois só tem ele nesse tipo de trabalho na área. Números ele não revela, mas segundo ele, está sendo melhor do que ter carteira assinada. “Faço meu próprio horário, não tem que aturar patrão no meu ouvido (risos), e o dinheiro ganho aqui fica pra mim. Antes eu já vendia, óculos, relógio, cordão e no design de sobrancelha, com quase dois meses tem tido um boa procura. Foi a melhor coisa que eu fiz. “Super Shock” veio pras ruas realizar o sonho da mulherada, porque ela não tem não tem tempo, estou aqui pra ajudar“, relata contente, sem se descuidar do marketing pessoal.

O nome “Super Shock” é por conta do corte de cabelo que é muito parecido com um personagem de desenho animado da Marvel. E em apenas dois meses trabalhando com isso, é reconhecido nas ruas, o que permite ter alguns projetos, que ele não revela todos, mas pretende se especializar ainda mais pra poder atender mais e melhor, sempre com sorriso e carisma. Alguém duvida que ele consiga?

#IEP Exclusive

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.