Em uma eleição sem Lula, Bolsonaro lidera as pesquisas de opinião

Pesquisa divulgada pela CNT/MDA, nesta segunda-feira (14), aponta o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL)  em primeiro lugar nas intenções de voto para presidente da República, com 18,3%, seguido pela ex-senadora Marina Silva (Rede), com 11,2%.

Em terceiro lugar, aparece o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), com 9%. Esse cenário é registrado sem a presença  do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), preso desde o último dia 7 de abril  na sede da Polícia Federal, em Curitiba. no Paraná.

Diante  da prisão de Lula , o PT  vive um impasse, se vai manter a candidatura de Lula e quando essa decisão será divulgada. No cenário em que a candidatura de Lula é mantida, o ex-presidente aparece com 32,4%,seguido por Jair Bolsonaro (16,7%), Marina Silva (7,6%), Ciro Gomes (5,4%).

O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) fica com 4,%, seguido pelos senador Álvaro Dias (2,5%) e Fernando Collor( 0,9%). O presidente Michel Temer aparece 0,9%, seguido pelo líder do Movimento dos Trabalhadore sem Teto (MTST) Guilherme Boulos (0,5%), e pela deputada Manuela D´Ávila (0,5%). (*)

O  candidato se tornou um fenômeno, um caso inédito em toda a história política do Brasil. Uma sugestão à candidato que surgiu do povo, no meio dele. Odiado pela “mídia prostituída” como os seus defensores o dizem e pelos políticos corruptos com medo de perder o paraíso da corrupção. Medo esse tão grande que fizeram até uma Reforma Política para dificultar sua candidatura em 2018 e o desempenho da sua campanha. Mas não adiantou, pois o povo se antecipou e faz campanha de graça nas redes sociais e agora em outdoors.

Representante do partido na região e pré candidato a deputado federal pelo Estado, João Barros Brasil foi contactado pelo Ilhéus em Pauta para dar uma explicação sobre o chamado “Fenômeno Bolsonaro”:

“Segundo a Constituição “TODO PODER EMANA DO POVO”, só não adere à campanha de Jair Bolsonaro quem não sabe nada sobre ele, mas apenas a difamação distorcendo suas palavras e atitudes, promovida pela mídia esquerdista, sua maior inimiga.
Mas estes outdoors, feitos de maneira voluntária por simpatizantes do pré candidato, revelam crescimento da mentalidade brasileira, uma inspiração dos americanos, pois nos Estados Unidos os próprios eleitores ajudam a financiar campanhas. Enquanto no Brasil (por enquanto), os candidatos compram votos /e eleitores vendem, nos Estados Unidos é o contrário, os eleitores investem na campanha de candidatos que eles acreditam. Assim, numa mudança surpreendente no Brasil, os vendedores de votos estão sendo substituídos por investidores de campanha voluntária. Eu mesmo sou um que faço campanha da graça há 2 anos, quando Bolsonaro só tinha 2% nas pesquisas. Hoje é 1º lugar como pré – candidato nas Regiões Sul, Sudeste, Centro-oeste e Norte, faltando conquistar apenas o Nordeste, o que será apenas uma questão de tempo”. – relatou.

Há negociações para a vinda de Bolsonaro à região, mas ainda estão no começo.  O que  seria de fato, baseado em inúmeros vídeos publicados nas redes sociais, um acontecimento.

(*) Até esse ponto, com informações do site Estado de Minas.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *