Golpe do boleto – Bancos endurecem regras para evitar fraudes

Todos os anos, muitos brasileiros caem nos mais variados tipos de golpes , sendo  do boleto falso é um dos mais frequentes.  Para combater essas fraudes, os bancos adotaram um sistema novo  e prometem acabar com essa praga. A Federação Brasileira de Bancos calcula que por ano, 400 milhões de golpes como esse são aplicados, lesando consumidores e causando prejuizos.

Consiste no seguinte:  O fraudador troca o código de barras e a numeração. O consumidor pode receber um boleto falso pela correspondência ou, se for por meio eletrônico, pode ser adulterado por um vírus no momento em que é aberto no computador e em muitos casos, não tem como suspeitar do engano. Se recebe mensagens por e-mail, eles podem conter links maliciosos e um simples clique nas páginas dessas  pode provocar infecção em seu computador.

Novo sistema – O sistema atualmente utilizado para pagamento de boletos foi criado há 24 anos. Nada mais é uma leitura de valor, o número de uma conta e envia o dinheiro para lá, através da leitura do código de barras, como uma transferência. No novo sistema, só vai ser aceito a transação se o boleto tiver sido registrado pelo banco, com o nome e o CNPJ da empresa que vai receber o valor e a data do pagamento, o nome e o CPF do pagador. Se alguma informação não “bater”, o pagamento não é aceito.

Esse sistema vai entrar em vigor por etapas: inicialmente com boletos acima de R$ 50 mil, e até dezembro vai valer para documentos de todos os valores. Em caso de dúvidas, veja com um contador ou com seu advogado se o boleto é verdadeiro, se puder. Verifique se há erros de português ou qualquer informação fora do padrão. Outra medida é pedir da segunda via direto na instituição bancária ou buscar mais informações junto a esses bancos. Muito cuidado com e-mails duvidosos, valores absurdos, etc. Em tempos de crise, todo centavo conta e cuidados redobrados são necessários.

Veja no vídeo abaixo como se prevenir contra esses golpes:

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.