Governo Federal propõe redução em R$ 10 no Salário Minimo para 2018

O governo quer reduzir o reajuste do salário – mínimo de R$ 979 para R$ 969, reduzindo em R$ 10  a previsão para o salário mínimo em 2018. A redução, se for confirmada, vai gerar uma economia de R$ 3 bilhões ao governo em 2018.A mudança foi divulgada pelo Ministério do Planejamento. Atualmente, o salário mínimo está em R$ 937.

Na terça (15), o governo veio com a a proposta de subir o teto para o rombo das contas públicas em 2017 e 2018 para até R$ 159 bilhões e anunciou uma série de medidas para aumentar a arrecadação e reduzir custos, entre elas o adiamento de reajustes a servidores e a criação de um teto salarial para o serviço público.

De acordo com o governo, as medidas são necessárias porque a arrecadação com impostos e tributos está mais baixa que a prevista, reflexo da recuperação da economia não é tão otimista assim. Cerca de 45 milhões de pessoas no pais recebem salário mínimo, aposentados e pensionistas estão nessa lista, e benefícios são, mesmo que em parte, pagos pelo governo federal, já que a Previdência arrecada menos do que gasta. Com isso, o governo espera economizar nas despesas com o pagamento desses benefícios.

Segundo o DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), o salário mínimo “necessário” para suprir as necessidades de uma família de quatro pessoas com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência deveria ser de R$ R$ 3.810,36 em julho deste ano.

Em entrevista concedida ao G1 no Congresso Nacional, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), foi enfático quinta-feira (17) que o Congresso Nacional não aprovará qualquer proposta de reajuste do salário mínimo que seja menor do que a inflação. “Eu vi uma coisa de que nós iríamos reduzir o salário mínimo. Não é verdade. Nós vamos aplicar […] a lei. O salário mínimo é corrigido pela inflação dos últimos 12 meses. O que der a inflação vai ser a correção do salário mínimo”,completou.

Com informações do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.