O uso de redes sociais no ambiente de trabalho

O atual ambiente de trabalho se difere bastante daquele de quando publicada a Consolidação das Leis do Trabalho, da década de 40. Outrora, o trabalho era, necessariamente, prestado de forma presencial, envolvendo três questões principais: horário, ambiente de trabalho e remuneração. Hoje, no entanto, o trabalho é comumente desenvolvido num ambiente automatizado, informatizado e globalizado.

É só o celular apitar para logo atiçar a curiosidade de conferir quem falou ou fez o quê. Não à toa, as redes sociais acompanham a rotina das pessoas e dos profissionais quase que 24 horas por dia. Seja para auxiliar o trabalho, seja para postar uma foto com o colega ou um vídeo de comemoração pela chegada da sexta-feira. Mas cuidado: se no dia a dia deve-se ter cautela com o vício nas redes sociais, no ambiente profissional o cuidado deve ser redobrado, principalmente com o que é postado e o tempo gasto.

No trabalho, por mais que não sejam explícitos, existem limites e regras de conduta a serem seguidos quanto ao uso destas ferramentas de interação social. Por sua vez, as empresas buscam se atentar para que o uso constante das redes sociais durante o expediente não venha a prejudicar a produtividade ou ser um risco à segurança das informações sigilosas. Para isso, cada vez mais empresas tem adotado os regulamentos internos, vedando ou disciplinando a utilização e acesso a redes sociais no ambiente de trabalho nos horários que possam interferir na realização do trabalho e alertando quanto à proibição de revelar informações e estratégias empresariais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.