DOPPLER TRANSCRANIANO PARA CRIANÇAS COM DOENÇA FALCIFORME JÁ É UMA REALIDADE EM ILHÉUS

A doença falciforme é uma doença grave muito comum em nosso país e ocasiona muitas sequelas neurológicas em crianças e adolescentes. Por essa razão, o Doppler Transcraniano (DTC) é una exame fundamental para a identificação dos riscos de desenvolver AVC isquêmico. Detectando o risco, o paciente é submetido a terapia transfusional para redução desse risco vascular.

Em fevereiro de 2018, após a suspensão do atendimento das crianças de Ilhéus no CERDOFI em Itabuna, a APEDFI, fazendo uso das suas atribuições, enquanto controle social, participou de várias reuniões com gestores das duas cidades envolvidas e da SESAB, o que resultou no retorno temporário do atendimento em Itabuna, enquanto o Secretário de Saúde de Ilhéus, Geraldo Magela, se empenhava na contratação da hematopediatra para atendimento no Programa de Doença Falciforme de Ilhéus (PRODFAL).

No entanto, nossas crianças com DF ficaram sem realizar o Doppler Transcraniano, pois o mesmo era realizado em Itabuna por um neurologista especialista nessa área. E mais uma vez, o controle social cumpriu seu papel de luta por direitos, e após protocolar e cobrar essa nova demanda ao MP, hoje (18), o procedimento começou a ser realizado no Programa de Ilhéus.

Momento de agradecer ao então Secretário Geraldo Magela e ao Ministério Público na pessoa do Dr. Pedro Nogueira pela parceria e disponibilidade.
Enquanto houver luta haverá vitórias. APEDFI presente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.