Peido da Morte: Jovem mexicano morre ao tentar ser educado e não peidar na casa da sogra

Pelo título poderia ser até engraçado, se não fosse trágico, e de fato foi. O caso, no minimo curioso, aconteceu em Julho último (20) na província de San Carlos, em Sonora, México. Um homem, identificado como Jorge M. foi à casa da namorada perto do meio – dia e emendou um almoço, junto com a amada e a sogra, não identificadas.

O almoço estava um pouco pesado do que estava acostumado a comer. Para não fazer feio, encarou a “empreitada” e comeu o rango. Logo após, sentiu o desejo que ser humano tem quando come comida pesada: Um desejo incontrolável de peidar. A luta foi desigual: Ele queria, mas como tava na casa da sogra, com a namorada, por educação, segurou o peido, e esse foi seu erro.

Por volta das oito da noite, quando estava perto de ir embora para casa, o tempo prolongado em segurar a flatulência foi fatal: Jorge foi ao chão e levou as mãos para o estômago, se contorcendo de dor. A namorada chamou a ambulância e o levaram ao hospital. Infelizmente, foi a óbito uma hora depois de dado entrada no Hospital local, e os médicos nada puderam fazer para reverter o quadro.

A razão da morte, segundo o Dr. Jesus Cazares, médico plantonista que recebeu Jorge M. na emergência do hospital, informou a imprensa local que  o jovem apresentou um quadro de diverticulos existentes no intestino grosso, resultado da  retenção de gases por longos períodos de tempo, que evolui para  uma peritonite, e depois, a morte.

O caso ao visto teve grande repercussão local, tanto que em um perfil do Facebook, chamado Memedio Obregó, o caso teve mais de 4 mil curtidas,  4,5 mil comentários e  9 mil compartilhamentos.  Flatulência ou peido, como todos conhecemos, será sempre um tabu, que gera desconforto e uma fonte eterna de piadas,  mas fique atento: O ato de peidar reduz o inchaço da região abdominal, serve também de alerta, pois muitas repetições e cheiro incomodo, pode estar mascarando problemas de saúde, é muito saudável ao seu intestino, pois é lá que os gases são armazenados, além de cá pra nós,  um alivio imediato quando se faz. Seja ele silencioso e mortal ou arrasa-quarteirão, nunca deixe de peidar, senão, fará companhia ao Jorge. Que Deus o tenha.

 

Reprodução: Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.