Vereador questionará o aumento da passagem em Ilhéus, após repercussão sobre o mesmo tema em Itabuna

37 dias (*) após o prefeito de Ilhéus Mário Alexandre (PSD) autorizar o aumento da passagem do transporte coletivo da cidade iria de R$ 3,10 para R$ 3,50 e parte da renovação da frota ser cumprida por parte de um dos prestadores de serviço, um membro da câmara de vereadores vai questionar na bancada o porquê do aumento da tarifa. Lembrando que a população até agora não conseguiu assimilar, pelos menos nas redes sociais (porque manifestações nas ruas nem ações na justiça questionando foram registrados), algo plausível para que o aumento fosse justificado, fora o que foi publicado em Diário Oficial, dado a problemas como horários, segurança, frota, qualidade, e tudo mais que espera de um transporte coletivo de excelência.

Trata-se de Jerbson Moraes (PSD), lider do partido da Câmara que é o mesmo do prefeito, que baseado na decisão feita pela vizinha Itabuna que revogou o aumento da passagem por lá, vai entrar com um dispositivo para questionar o aumento da tarifa, ainda sem data prevista pra tal, sendo que na primeira oportunidade irá fazê-lo. Ele foi o mesmo que recentemente em um programa de rádio manifestou sua posição em relação aos rumos que a cidade a administração estão tomando.

Não concordo com o aumento de passagem do trânsporte coletivo de Ilhéus. Como representante do povo, colocarei em pauta…

Posted by Jerbson Moraes on Tuesday, February 6, 2018

( Reprodução Facebook)

Mesmo que tardio, não deixa de ser uma boa iniciativa. Muito se questionou nas redes sociais o porque da Câmara de Vereadores da cidade não ter se posicionado na época e aceitar (sem reclamar) o aumento. Em nota de 21 de dezembro, a Câmara se manifestou a respeito: “Os vereadores de Ilhéus repudiam todas as acusações e mentiras disseminadas nas redes sociais e meios de comunicação sobre a votação que aconteceu no Plenário da Câmara em relação à  a aprovação do aumento de tarifa de transporte coletivo em Ilhéus atribuídas erroneamente à Casa durante esta semana. É importante ressaltar que o Poder Legislativo não tem o papel de definir aumento de passagem de ônibus. Desde o ano de 1998 o Poder Legislativo não decide sobre esse assunto.A liberação do aumento é  de decisão exclusiva  da Prefeitura. Não é papel do vereador definir tarifa de transporte público, essa competência é da Prefeitura, assim como de tantas outras tarifas que existem. O Legislativo não tem a função de se envolver nos contratos da Prefeitura, mas sim de fiscalizá-los”.

Essa é a palavra-chave: Fiscalizar. Não houve até agora fora a atitude isolada de Jerbson, nenhum parlamentar que manifestasse repúdio ao aumento ou que o questionasse, até agora, mesmo porque o aumento não passou pela Câmara, mas o que incomodou na época como foi relatado, que nenhum parlamentar ter se posicionado. O vereador inclusive publicou em sua rede social a atitude que irá tomar, e mesmo lá, teve quem apoiasse a iniciativa e como era inevitável, teve quem questionasse que só agora, dos 19 parlamentares, somente um, Jerbson, que tomou a frente. E mesmo ele, não passou ao largo das críticas. Como foram muitas, tanto a favor como contra, você leitor do Ilhéus em Pauta poderão vê-los aqui.

Resta aguardar o desenrolar das ações. E que a população tome ciência e proveito do que se decidir.

O poder público, como seus representantes, tem espaço garantido no site, para suas demandas e esclarecimentos, se julgar necessário.

(*) dias contados a partir do aumento da passagem, que foi em 30/12/2017.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *