Cuidados para não se tornar vítima de atropelamentos

Foram divulgadas nas últimas semanas, aqui no Ilhéus em Pauta, diversas matérias sobre o crescente número de atropelamentos  com vítimas fatais em Ilhéus, como o que aconteceu recentemente com o empresário e ex-vereador  Carlos Alberto França, que veio a óbito em consequência do acidente.
Dados colhidos junto ao Ministério da Saúde, tendo como base o ano de 2015, registram 37 mil  óbitos e 200 mil feridos hospitalizados e o Seguro DPVAT em 2015, 42 mil  indenizações por morte e 515 mil por invalidez.

Vale lembrar que todos, sem exceção, devem tomar consciência de seu papel para que se evite acidentes. Aquele momento que atravessar fora da faixa pra ganhar tempo, ou o veículo que atravessa no sinal amarelo, o motociclista que trafega pelos corredores de congestionamento devem ser analisados.

A malha viária de Ilhéus, em especial no centro da cidade, tem 70 anos ou mais e o fluxo de pessoas e veículos cresceu. Nesse período, com as trocas de governos, melhorias foram feitas, mas não o suficiente para absorver tamanha demanda, tanto que durante a semana ou em eventos festivos, é um teste de paciência transitar nos horários de pico, principalmente na altura da praça Caíru, que diminuiu o diâmetro para comportar mais uma via de fluxo.

A Superintendência de Transporte e Trânsito de Ilhéus – A Sutran, segundo dados colhidos no próprio site da instituição, fez uma grande campanha de conscientização do trânsito em 2015, em maio último, no Ginásio de Esportes, desta vez, direcionado ao público infantil.

São iniciativas úteis em qualquer momento, entretanto, por mais fiscalização que se tenha e que os infratores sejam punidos com o rigor da lei, nem só o poder público e as instituições podem prever ou até mesmo impedir que atropelamentos sejam evitados.

 

Mário Cardoso

44 anos, Graduando em Letras pela Universidade Estácio de Sá, colaborador deste site, administrador dos grupos Ilhéus Empregos e Classificados Ilhéus X Itabuna no Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.