Linguagens e Representações é o novo doutorado da UESC

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), fundação do Ministério da Educação (MEC) aprovou o Programa de Pós-Graduação em Letras Linguagens e Representações (PPGLLR), em nível de Doutorado, do Departamento de Letras Artes da Universidade Estadual de Santa Cruz.  A proposta de curso novo, foi analisada durante a 180ª Reunião do Conselho Técnico-Científico da Educação Superior (CTC-ES).

O PPGLLR/UESC tem a coordenação do Prof. Dr. André Luis Mitidieri e da Profª Drª Inara de Oliveira Rodrigues. O Edital para a turma 2019/2023, com 12 vagas, sairá provavelmente em dezembro de 2018, respeitados os prazos protocolares.

De acordo com os professores “a implantação de doutorado no Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Estadual de Santa Cruz reafirma a relevância da configuração interdisciplinar que lhe é basilar, advinda de experiência positivamente desenvolvida com o mestrado em Letras, Linguagens e Representações,da mesma instituição. Esse reconhecimento positivo foi confirmado, já na segunda Avaliação Trienal CAPES (2013), quando o Programa passou da nota 3 para nota 4, conceito mantido na Avaliação Quadrienal CAPES (2016)demonstrando sua organicidade e boa estruturação, com um corpo docente comprometido com a pesquisa. De igual modo, os discentes apresentam-se motivados para as atividades de investigação, extensão e estágio de docência, com desdobramento nas produções científicas desenvolvidas.”

O Mestrado em Letras Linguagens e Representações da UESC vem aprimorando sua vocação interacionista, mantendo produtivo diálogo com outras áreas do conhecimento. A marca interdisciplinar da proposta está fundamentada nas três linhas de pesquisa que a compõem: Literatura e Interfaces (Linha A), Linguística Aplicada (Linha B), Linguagem e Estudos de Gênero (Linha C). Trata-se de abordar as temáticas relacionadas a linguagens e a representações, considerando-as de diferentes perspectivas, ao mesmo tempo em que se estabelece um diálogo profícuo entre a tradição dos estudos de linguagem e a sua ampliação de fronteiras na contemporaneidade.

Em termos de demanda e impacto regional, a implantação do Doutorado oportuniza à sociedade o acesso à formação de qualidade sem ter de se deslocar para outros centros, proporcionando às instituições locais um incremento qualificado de recursos humanos para atuação tanto na escola básica quanto em instituições de ensino superior instaladas na região. O mapa abaixo mostra a totalidade da pós-graduação na Bahia, evidenciando o quanto temos de trabalhar para oferecer ao estado formação em nível de pós-graduação qualificada e em quantidade condizente com as demandas regionais. Observa-se uma concentração na região metropolitana de Salvador (incluindo Cruz das Almas e Feira de Santana), restando, ao interior, a participação de Ilhéus e Vitória da Conquista, com até 13 programas de pós-graduação.

Além de atender à comunidade regional, o programa contribuirá para fortalecer o desenvolvimento educacional no sul da Bahia e no Nordeste, minimizando a assimetria entre regiões brasileiras, tema tão caro ao PNPG 2010-2020. Nesse sentido, a implantação do Doutorado em Letras na UESC contribui para o descentramento dos Programas de Pós-Graduação em Letras no país cuja maioria ainda se concentra na região Sudeste. Com atendimento não apenas ao eixo Ilhéus-Itabuna, mas a toda a região Sul-baiana, incluindo importantes polos locais de comércio e turismo, a exemplo de Itacaré, Valença, Eunápolis, Teixeira de Freitas e Porto Seguro, a área de abrangência do PPGLLR tem forte potencial e intensa demanda.

Esse potencial revela-se na proposta fundadora do Mestrado em Letras Linguagens e Representações e que será ampliado com a implantação do doutorado. O aparato teórico e acadêmico, na atualidade, em relação às Humanidades, devido à descrença no projeto emancipador da modernidade, vem empreendendo um processo de desierarquização em relação aos valores canônicos acerca da linguagem e da cultura. Desse modo, implementar um programa de pós-graduação, como o aqui proposto, ensejará a eleição de objetos de pesquisa de forma não excludente, constituindo uma alternativa aos programas mais tradicionais existentes no Brasil, que dão ênfase, sobremodo, àquilo que já foi previamente legitimado pela Academia. Tal enfoque, longe de desmerecer os valores do passado, amplia-os criticamente na atual sociedade pós-industrial, cada vez mais tecnológica; e, ao mesmo tempo, permite a reflexão crítica sobre a realidade brasileira, que ainda enfrenta sérias dívidas sociais, para as quais é necessário um enfrentamento baseado, entre outros fatores, em perspectivas capazes de vislumbrar novos paradigmas, ultrapassando os desafios do presente.

Marcos Paulo Pinheiro

28 anos, graduado em Comunicação Social com habilitação em Rádio e Televisão pela Universidade Estadual de Santa Cruz, tem experiência em Marketing Digital, é Editor e Repórter deste site, foi Produtor, Repórter, Social Mídia e Coordenador Administrativo da Rádio UESC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.