Atletas de Ilhéus fazem bonito em campeonato de Jiu Jitsu em Salvador

Como foi dito aqui no Ilhéus em Pauta, os atletas de Jiu Jitsu de Ilhéus não devem em nada a atletas de outras regiões do Estado, do pais, e nos atrevemos a dizer, do mundo. Lutam em igualdade de condições e fazem bonito quando representam a sua cidade em campeonatos, mesmo sem patrocínio.

Gregory de Sousa (esq) e Magrão fizeram a diferença e faturaram as medalhas no evento (Créditos: Gregory de Sousa)

E mais uma vez, fizeram a diferença. Durante os dias 18 e 19 de maio, no Ginásio Poliesportivo de Cajazeiras, na capital baiana, teve o Salvador Fall Open Championship de Jiu Jitsu, promovido pela CBJJ. E os atletas, às centenas, foram lá pra testar suas habilidades, e claro, conquistar as tãos sonhadas medalhas.

Fubuia faturou a 3a colocação na categoria NO GI e com Kimono (Foto: Divulgação)

E daqui de Ilhéus foram os guerreiros Tércio Arruda – o Magrão – e Gregory de Sousa, respectivamente faixas preta e marrom da Delariva Ilheus e Guilherme Figueiredo – o Fubuia – faixa preta da Fubuia Team / Simetria Fight. E fizeram bonito: “Magrão” foi campeão na sua categoria e garantiu o 3º lugar no Absoluto. Gregory não tomou conhecimento dos seus adversários e faturou o 1º lugar na sua categoria, na faixa marrom. Já o “Fubuia” garantiu o 3o lugar tanto em sua categoria, tanto no NO GI (sem Kimono).

Outro detalhe interessante é que durante a disputa um fato chamou a atenção, o faixa preta de Jiu Jitsu da Equipe Higa/Bering Pantanal de Mato Grosso do Sul Adilson Higa Dorval disputou em sua categoria contra o também Sensei Ricardo Ramos, da Simpatia Jiu Jitsu BA/SE foi vice na categoria kimono e Nogi e terceiro no absoluto de kimono, o Adilson não tem um dos braços (esquerdo), resultado de um acidente automobilístico anos antes. Mas isso não o deteve: Se reergueu e percorre o Brasil e o mundo disputando campeonatos de igual para igual e conquistando medalhas e prêmios, ministrando seminários e palestras.

Sensei Adilson Higa e Sensei Ricardo Ramos, que tambem prestigiaram o evento e faturaram suas medalhas (Foto: Divulgação)

E isso prova mais uma vez que esforços direcionados e bem canalizados dão resultados. E mesmo nadando contra e muito não recebido, seguem no sonho, e sabemos que não é fácil. Não há informações sobre os próximos desafios, enquanto isso, seguem nos objetivos, nos treinos, seminários, transmitindo conhecimento e tudo mais. E quando um novo chamado à luta ocorrer, não duvide: eles estarão prontos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.