fbpx

CACÁ COLCHÕES DEFENDE COTA REGIONAL PARA INGRESSO NA UESC E NA UFSB

O pré-candidato a deputado estadual Cacá Colchões, do PP, defendeu a modificação na forma de ingresso nas universidades públicas no Estado, a exemplo da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc). Para ele, a mudança do sistema de vestibular para Sisu, fez com que a concorrência aumentasse. Com isso, observa, estudantes de diversas partes do Brasil concorram às vagas ofertadas pelas instituições baianas.

Somente como exemplo citado pelo ex-vice-prefeito e pré-candidato, no curso de medicina da Uesc, no último ano, ingressaram 40 alunos, sendo que apenas três são oriundos da região. “Os alunos se formam numa universidade de excelência, mas ao receber o diploma voltam para sua região de origem”, disse Cacá. A maior parte das universidades federais e estaduais do país já usam o Enem como único processo seletivo.

Cacá disse que pretende propor à Uesc e à Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), que tem campi em Itabuna, Porto Seguro e Teixeira de Freitas, a implantação do Sistema de Cotas Regionais, em que o aluno receberá bônus de “20%” sobre a nota do ENEM. Dessa forma, candidatos que cursaram o ensino médio em escolas com distância de até 150 km do Campus da UESC e UFSB, possuirão uma “vantagem” em relação aos demais.

– Esta é uma forma das universidades regionais atuarem decisivamente na formação dos nossos jovens e consequentemente da nossa região”, acrescentou o candidato, lembrando que esse sistema proposto “já é uma realidade em muitas universidades do país – afirma.

Marcos Paulo Pinheiro

28 anos, graduado em Comunicação Social com habilitação em Rádio e Televisão pela Universidade Estadual de Santa Cruz, tem experiência em Marketing Digital, é Editor e Repórter deste site, foi Produtor, Repórter, Social Mídia e Coordenador Administrativo da Rádio UESC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.