Caminhada pela Paz reuniu milhares de pessoas no centro de Ilhéus

Com o tema “Por uma Ilhéus com menos conflitos: Fortalecendo a corrente do bem”, milhares de pessoas participaram da Caminhada pela Paz, realizada na manhã desta quinta-feira, 1º de novembro, quer percorreu várias ruas do centro da cidade. Formada por estudantes, professores, membros dos órgãos de segurança, e cidadãos de modo geral, a caminhada teve início ao lado do Estádio Mário Pessoa e seguiu até a Praça Dom Eduardo, em frente à Catedral de São Sebastião.

O ato marca o encerramento da quinta edição do Projeto Ilhéus Sem Violência, iniciado há dois meses, realizado pela Secretaria de Educação em parceria com a APPI (Associação Profissional dos Professores de Ilhéus), Sutran (Superintendência Municipal de Trânsito), órgãos de segurança como  Policia Militar, Guarda Civil Municipal, Corpo de Bombeiros e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

O projeto, realizado no âmbito da rede escolar pública e privada, foi iniciado há cinco anos com o objetivo de promover ações efetivas que reduzam a violência e valorizem a vida. Instituições de ensino público e privado, totalizando 53 escolas, estiveram integradas ao evento. Os alunos também participaram de concursos de desenho e redação. Um total de quatorze prêmios foram entregues aos estudantes que concorreram as seguintes categorias: educação infantil, educação especial, anos iniciais, anos finais e ensino médio.

A Secretária de Educação, Eliane Oliveira, destacou a importância de unir forças e lutar por uma cidade mais pacífica. “A gente precisa diminuir a violência  e, para isso, é necessário buscar parcerias como as que temos aqui hoje, os  pais e alunos de nossas escolas, que numa única voz pede uma Ilhéus com menos conflitos”, acrescentou.

Para o tenente coronel Câmara, a Caminhada Pela Paz da educação é um movimento de destaque, que une várias entidades com um mesmo propósito. “Vejo que essa movimentação é algo ímpar e movimenta toda a comunidade de Ilhéus, onde todos buscam uma cidade melhor”, salientou o militar.

A pequena Sabrine Souza Lima, aluna da Escola Municipal de Juerana, recitou uma literatura de cordel e mostrou sua emoção ao subir ao palco e falar para milhares de pessoas. “Eu fiquei muito feliz, pois nunca tinha feito assim antes, já falei para menos pessoas em um teatro, assim nunca. Eu achei muito legal”, disse Sabrine.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.