Campanha falsa pede doação de sangue para uma menina chamada Elisa

Uma criança chamada Elisa Mirela Guedes de Lima está precisando de sangue e correndo risco de morte. Ela precisa urgentemente de sangue AB negativo.

Não são raras as vezes em que a boa-­fé das pessoas é utilizada combustível para boatos na internet. Isso se potencializa em casos de correntes para salvar a vida de crianças aparecem online. Só para citar dois exemplos: a doação de toucas para o Instituto do Câncer e a história do casal que está sequestrando crianças. Agora, um pedido inusitado voltou a circular online: a doação de sangue AB negativo para salvar uma criança.

Isso mesmo. A história, que tem circulado principalmente por WhatsApp pede que as pessoas realizem a doação de sangue para uma criança que está precisando de sangue e corre risco de morte. Na versão que recebemos, a história aponta para a cidade de Taubaté, no interior de São Paulo. Leia:

“Alguém tem sangue AB negativo ou conhece alguém? É urgente! Uma criança está na Policlin de Taubaté precisando de sangue e no hemocentro não tem. Ela está correndo risco de morte. O nome dela é Elisa Mirela Guedes de Lima. É só chegar no hemocentro e doar no nome dela. Se quiserem repassar para outro grupo, ajudem galera um dia podemos precisar de ajuda também.”

Até ficamos preocupados com a história da Elisa. Mas nem precisaríamos porque ela é falsa. Vamos aos fatos.

O primeiro ponto é que pedir sangue AB negativo é levar em conta que as pessoas não entendem o mínimo dos tipos de compatibilidade de doações de sangue. Isso porque as pessoas do sangue tipo AB podem receber doações de quaisquer outros tipos de sangue: A, O e B. Por ser fator negativo, pode receber dos fatores A­, O­ e B­. Por outro lado, o sangue AB negativo pode doar sangue apenas para sangues do mesmo tipo.

Seguindo uma lógica, para salvar a menina Elisa só seria precisa um sangue do fator Rh negativo. Mais do que isso, o tipo de sangue AB negativo é o mais raro de ser encontrado: com 0,5% de incidência. Sendo assim, apenas 0,5% das pessoas poderia receber esse tipo de sangue.

Por isso, os próprios hospitais se manifestaram dizendo que não existe campanha alguma para doação de sangue AB negativo. Nesta matéria, o hemocentro de Blumenau diz que a mensagem é falsa. Por sinal, ela é de 2014. Isso significa que tratamos de um boato velho.

Sobre a menina Elisa Mirela Guedes de Lima nós apenas encontramos referências relacionadas aos boatos que circula pela internet. Ou seja, é bem provável que ela sequer exista.

Com isso, chegamos à conclusão de que a história da menina que precisa doação de sangue AB negativo é falsa. Não passa de mais uma das correntes falsas que circulam pela internet.  As informações dessa matéria são do site Boatos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.