Central de Regulação articula melhor eficiência para o fluxo de exames laboratoriais em Ilhéus

O diretor da Central de Regulação da Secretaria de Saúde (Sesau) de Ilhéus, Fábio Mantena, esteve reunido, na tarde desta segunda-feira (5), com representantes dos laboratórios de análises clínicas contratados pelo município, a fim de discutir medidas que visam maior eficiência no fluxo de pacientes atendidos na rede pública de saúde. Atualmente, 16 laboratórios estão aptos a prestarem serviços através do SUS (Sistema Único de Saúde) no município.

De acordo com Mantena, um dos problemas enfrentados pelo serviço de regulação da Sesau tem sido o grande número de pacientes faltosos nas marcações feitas e confirmadas para exames laboratoriais. Ele informou que entre 800 a mil pessoas costumam não comparecer para realizarem os procedimentos laboratoriais e que isso gera problemas no sistema e impede o atendimento mais rápido a outros pacientes que necessitam dos serviços.

A Central de Regulação, situada na Avenida Antonio Carlos Magalhães, no Bairro Malhado, é o setor da Saúde que busca garantir o acesso de toda população de Ilhéus, e também dos municípios pactuados, a consultas e exames especializados e internações para cirurgias. “Temos a responsabilidade de avaliar, controlar e auditar a qualidade desses serviços nas clínicas e hospitais conveniados ao SUS”, salienta o diretor.

Campanha – As secretarias municipais de Saúde e de Comunicação da Prefeitura estão elaborando uma campanha educativa com a finalidade de melhor orientar aos pacientes atendidos pelo SUS para a marcação de consultas médicas, cirurgias e exames de média complexidade. Com o mote “Menos Filas, Mais Saúde”, a campanha visa facilitar o atendimento à população local e aos usuários dos sete municípios pactuados com Ilhéus.

Fábio Mantena enfatiza que essas medidas foram solicitadas pelo prefeito Mário Alexandre, já que os mutirões realizados pela secretaria de Saúde ampliam a demanda por exames laboratoriais. Os representantes dos laboratórios de análises clínicas presentes à reunião se dispuseram a contribuir para proporcionar mais eficácia organizacional ao fluxo de exames.

O diretor da Central de Regulação explica que o acesso à marcação dos exames e consultas especializadas começa após o atendimento nas 44 Unidades de Saúde ativas no município, e que é desejo do prefeito Mário Alexandre ampliar o número de unidades com marcadores para esses procedimentos.

“Recentemente, aumentamos o número de unidades de saúde com marcadores, a exemplo do Alto do Coqueiro, Banco da Vitória (que continuará a atender à comunidade de Morada do Porto, Vila Cachoeira e Japú), e também a de Sambaituba, que atenderá à demanda de Aritaguá, Vila São João, Vila Olímpio e Ribeira das Pedras”, disse Fábio Mantena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.