Ilhéus: Estudo sugere modelo conectado e eficiente com estação de transbordo

Um detalhado estudo sobre as deficiências do sistema de transporte coletivo de Ilhéus e um programa de mudanças que signifiquem mais conectividade, mobilidade e confiabilidade do sistema junto aos usuários foram apresentados hoje (20) ao prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, pelo consultor Marcos Nerbass. Trata-se da primeira etapa do estudo, identificado como o Planejamento Estratégico, devendo avançar nos próximos meses para os planejamentos Tático e Operacional.

O trabalho é resultado de uma reivindicação feita pelo prefeito às empresas detentoras da concessão em Ilhéus, que contrataram o consultor, diante das críticas feitas pela população, insatisfeita com o serviço. O engenheiro Nerbass conheceu in loco o funcionamento do sistema de transporte público de Ilhéus e, durante quatro meses, definiu o serviço como “irracional, desconectado e com graves problemas”, apesar de uma “cobertura boa e acessibilidade ruim”.

Singularidades – Especialista do tema há quase 30 anos, o engenheiro Marcos Nerbass foi secretário de Planejamento de Lages (SC) e já atuou como consultor em municípios como São Paulo, Ribeirão Preto, Bauru, Florianópolis, Blumenau, Brasília e Região Metropolitana de Curitiba. Ele apresentou um conceito de sistema que define como eficiente para Ilhéus, inclusive com a criação de uma Estação de Transbordo em substituição do Terminal Urbano, mas assegura que cada local tem suas especificidades que precisam ser respeitadas nas próximas etapas do planejamento.

Hoje em Ilhéus o sistema atende diariamente a 38 mil usuários na zona urbana e seis mil na zona rural. A frota de 120 veículos, no entanto, é usada de forma desordenada, com fortes impactos negativos na prestação do serviço. “É preciso conectar a cidade. Não pode continuar a acontecer como, por exemplo, no Teotônio Vilela, quatro ônibus juntos saindo num mesmo horário, e depois uma hora de espera para a chegada de outros”, criticou. “Tem que haver regularidade, bom serviço e pontualidade”, completou.

Representativa – Para a apresentação, o prefeito Mário Alexandre convidou representantes do Sindicato dos Rodoviários, Câmara de Vereadores, Superintendência de Transporte e Trânsito (Sutran), Sindicato dos Agentes de Trânsito da Bahia (Sindatran), secretários municipais, empresas Viametro e São Miguel. “Estamos estabelecendo esse novo diálogo, ouvindo todos os setores envolvidos, para que o sistema seja benéfico e de qualidade para quem efetivamente paga por isso e hoje não conta com um serviço de qualidade”, destacou.

Parceria – O consultor e engenheiro Marcos Nerbass disse que as ações previstas no projeto dependem diretamente do governo municipal e das empresas. “A mobilidade está associada à facilidade de deslocamento das pessoas para acessar as diversas atividades. Por isso depende principalmente da infraestrutura viária, do sistema de circulação de trânsito e do transporte público”.  Daí, segundo o técnico, é necessário contemplar no planejamento da cidade dois importantes aspectos que afetam diretamente a qualidade de vida da população: acessibilidade e mobilidade.

“Incentivar e incrementar a utilização do transporte público como forma de desafogar o trânsito são os desafios que precisam ser enfrentados tanto pelos gestores públicos quanto pelos operadores do sistema urbano”, reforçou o engenheiro. Estiveram presentes à apresentação, os secretários municipais Hermano Fahning (Infraestrutura, Transporte e Trânsito), Alisson Mendonça (Governo), Sérgio Souza (Relações Institucionais), Alcides Kruschewsky (Comunicação Social) e Angelito Dias (Agricultura e Pesca), o vereador Erivelton Nascimento (Eri Bar), o diretor da Sutran, Gilson Nascimento; empresários; Gustavo Santana (presidente do Sindicato dos Rodoviários) e Valério Bonfim (presidente do Sindicato dos Agentes de Trânsito do Estado da Bahia).

Por Secom Ilhéus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.