Polícia prende homem que matou Canadense no São Miguel

A Polícia Civil de Ilhéus anunciou uma reviravolta nas investigações que apuram as circunstâncias da morte da empresária canadense Ramona Louise Dawe, de 64 anos. Segundo o delegado Helder Carvalhal, Dawe foi assassinada por um prestador de serviços no estabelecimento comercial dela.

De acordo com o delegado, Uilliânathan de Oliveira Martins, o  “Zinho”, de 27 anos,  assassinou a canadense para roubar. Ele está preso preventivamente por decisão da 2ª Vara Crime de Ilhéus. O corpo da empresária foi encontrado, no último dia 11, no Bar Morena do Mar,  no bairro do São Miguel, na zona norte da cidade. Chegou a ser divulgado que a empresária teria sido vítima de morte natural, mas a polícia seguiu investigando o caso.

Os policiais chegaram até Uilliânathan de Oliveira após a checagem de denúncias anônimas de pessoas que o viraram saindo do estabelecimento comercial da empresária na noite do crime. O acusado, segundo a polícia, afirmou que empurrou a vítima, que teria batido a cabeça em uma mesa e caído no chão.

O delegado Helder Carvalhal informou que Uilliânathan de Oliveira também confessou que roubou um celular da empresária e que vendeu o aparelho na feira da Central de Abastecimento do Malhado, em Ilhéus. O celular foi localizado e apreendido. O suspeito deve ser encaminhado para o presídio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.