Projeto Formiguinhas da Fé promove picnic beneficente, sábado, na Sapetinga

Todos os finais de semana a Sapetinga recebe famílias de diversos bairros de Ilhéus e até mesmo das cidades vizinhas em busca de lazer. O por-do-sol é um grande atrativo do local, que é um ponto turístico bastante conhecido e visitado. Neste sábado, 23, além de fazer um programa diferente com sua família, você pode colaborar com o projeto Formiguinhas da Fé. Está sendo organizado um picnic beneficente, onde tudo que for arrecadado será doado para crianças carentes.

Dayanne Fernandes é potiguar, mas mora em Ilhéus desde 2011. Ela é uma das organizadoras desse belo projeto e conversou com a redação do Ilhéus em Pauta para contar como funciona.

“O projeto nasceu em 2009 em Fortaleza, mas desde que vim para cá, não tinha encontrado uma forma de iniciar. Sou apaixonada pelo mundo infantil, brincadeiras ao ar livre e vendo as programações de outros estados achei interessante a idéia de usufruir dos locais e praças públicas para resgatar a cultura da infância. É um projeto social, onde através desses eventos, conseguiremos doações de brinquedos e livros para crianças carentes”, relata.

O intuito do picnic é resgatar a infância com brincadeiras de antigamente, além de tirar as crianças da frente da tv e eletrônicos. Para isso, o projeto conta com parceiros voluntários que irão realizar atividades como: oficinas de origami, oficina de bolas de sabão, escultura de balões e brincadeiras antigas.

“No local teremos o banco de doações de brinquedos e livros infantis (novos ou bem conservados) que irão ser doados. Para participar é só levar sua doação, uma esteira para sentar e um lanchinho.”, convida Dayanne.

O projeto também está com planos de realizar festas solidárias e já programaram uma para o próximo mês. Nós do Ilhéus em Pauta abraçamos causas como estas e torcemos para que dê tudo certo!

 

Lívia Carvalho

Bacharela em Comunicação Social (rádio e televisão) pela Universidade Estadual de Santa Cruz e pós-graduanda em Gestão Cultural pela mesma Universidade. Atuou como repórter durante 2 anos no jornal impresso Folha de Quaraí (Rio Grande do Sul) e 1 ano como apresentadora na Rádio UESC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *