Saiba como formalizar reclamações sobre o transporte coletivo em Ilhéus.

É bem sabido que o transporte coletivo da cidade carece de melhorias, algumas delas urgentes. Mas somente pelas redes sociais, onde denuncias e postagens se multiplicam, mas sem um resultado efetivo. Mas uma ferramenta de reclamação, oficial e recomendada pela Sutran Ilhéus pode se de fato usada de maneira efetiva e constante, ser um diferencial.

Por Fernando Virgílio

PASSO A PASSO DE COMO FAZER UM PROTOCOLO DE RECLAMAÇÕES FORMAL SOBRE OS PROBLEMAS DO TRANSPORTE PÚBLICO DE ILHÉUS.

Posted by Ilhéus da Depressão on Monday, 12 March 2018

Uma postagem feita pelo Ilhéus da Depressão no Facebook, um internauta aqui identificado como Fernando Virgilio explica como fazer. Segundo o vídeo, houve recente uma reunião com autoridades de trânsito do municipio e lógico, um dos assuntos foi a precariedade e descaso em alguns casos de como o transporte coletivo é tratado na cidade, e mesmo com a melhoria para justificar o aumento da passagem, colocando 20 veículos (10 pela Viametro e 10 pela São Miguel respectivamente), os problemas ainda continuam e num primeiro momento, não há nada em sentido de melhorar ainda mais o sistema, como você leitor pode verificar nessa postagem abaixo, também disponibilizado pelo perfil do Facebook:

O descaso continua. Costumeiramente acontece situações como esta na Cidade de Ilhéus. Um verdadeiro absurdo, uma cidade no porte de Ilhéus ter um tipo de aceitação dessa, é um sinal claro e evidente que administração não vai bem. Se houvesse ao menos uma câmara atuante a situação acredita-se seria outra.

Posted by Gabriel Schmidt on Tuesday, 13 March 2018

.

O passo a passo, intuitivo e de fácil entendimento, pode ser feito por qualquer pessoa, acessando o próprio site da Sutran acessando esse link. Você após cadastrar uma senha, descreve o problema, até colocando matérias denunciando (como os do Ilhéus em Pauta por exemplo), ou textos livres. Segundo o internauta, com uma base sólida e comprovada de reclamações, a Sutran pode cobrar mais efetivamente melhorias das cessionárias do transporte público. Não deixa de ser mais uma ferramenta para auxiliar o cidadão ciente de seus deveres e direitos e que por tabela, merece um serviço de qualidade. Mas como toda reclamação, tem que ser feita com critério e procedência.

*Com a colaboração de Paulo Costa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *