fbpx

Mundo: Idosa mata filho para não ir para asilo nos Estados Unidos

Para não morar em um asilo, uma norte-americana de 92 anos matou o próprio o filho, de 72, a tiros na última segunda-feira (2). O crime ocorreu em Fountain Hills, no Arizona,  Estados Unidos. A idosa Anna Mae Blessing não aceitava a ideia do filho de colocá-la na casa de repouso e por isso ela o executou.

Antes do crime, Blessing foi retirada da casa que morava com o filho e a namorada dele. “Você tirou a minha vida, então eu estou tirando a sua”, afirmou. A ocorrência quase acabou com três mortes, já que a idosa queria atirar na companheira do filho e pretendia tirar a própria vida na sequência. No entanto, a mulher conseguiu tirar a arma da idosa.

Divulgação/Maricopa County Sheriff’s Office

Um revólver comprado na década de 70 foi utilizado no crime, conforme depoimento prestado por Blessing às autoridades locais.

Um dos motivos que a vítima alegava para colocar a mãe no asilo é o fato da dificuldade em “conviver com ela”. Quando a polícia chegou à residência, encontrou a idosa em uma cadeira reclinável. Ela responderá por homicídio qualificado, com agravante de sequestro, e teve fiança estabelecida em aproximadamente R$ 1,95 milhão.

*Com informações do BHAZ

Mário Cardoso

44 anos, Graduando em Letras pela Universidade Estácio de Sá, colaborador deste site, administrador dos grupos Ilhéus Empregos e Classificados Ilhéus X Itabuna no Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.