Mundo: Pais entram na Justiça para expulsar filho de 30 anos de casa.

Expulso de casa pelos pais, Michael Rotondo, de 30 anos, diz que vai recorrer da decisão judicial que o despejou da residência da família. Mark e Christina Rotondo recorreram à Justiça depois de enviarem cartas de ultimato ao filho, que não ajudava nas despesas e tarefas domésticas. Apesar de não haver brigas, os parentes nem se falam.

 Segundo o site “Syracuse”, o morador evicto da casa de Camillus contestou a deliberação do juiz da Suprema Corte do condado de Onondaga Donald Greenwood e convocou os repórteres para apresentar sua defesa no processo. Ele alega que, conforme um caso similar precedente, tem direito a mais seis meses na casa dos pais até ser expulso.
Greenwood ouviu o pleito do réu, mas corrigiu o argumento com base no julgamento mesmo caso. Segundo o juiz, a corte de apelação revisou a decisão e negou que parentes tenham tratamento especial, salvo em circunstâncias raras. O magistrado ainda mostrou uma cópia do julgado citado por Rotondo, que não desistiu da sua versão.
Questionado pelos repórteres se gastaria o mesmo tempo que gastou na busca por argumentos legais na procura busca por uma nova casa, Rotondo frisou que não está pronto para deixar a residência da família. Ele negou que more em um porão e destaca que os pais não o fornecem alimentos nem lavanderia.
O juiz decidiu que os pais podem entrar com um pedido de despejo para o filho e prometeu assinar o pleito. Não foi fixado prazo para a expulsão, que deve ser concluída “em tempo razoável” para o réu arrumar sua vida. Michael Rotondo diz que não tem para onde ir.  Depois de falar com a imprensa, Rotondo deixou o tribunal rumo à casa da família.
*Com informações do site ibahia.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.