Mundo: Sentença contra acusados de estupro causam revolta na Espanha

Dezenas de milhares de pessoas protestaram neste sábado (28) na Espanha contra a sentença proferida contra cinco homens acusados de abusar sexualmente uma jovem. Este é o terceiro dia de manifestações. O grito “Não é abuso, é estupro!” ecoa em Pamplona, no norte do país, desde que a sentença foi anunciada.

Convocadas pelo movimento feminista, “entre 32.000 e 3.000 pessoas participaram da marcha, muito pacífica, mas muito reivindicadora”, informou à AFP um porta-voz da polícia municipal. Os jovens com idades entre 27 e 29 anos, autodenominados “La Manada”, foram condenados a nove anos de prisão pelo “abuso sexual” de uma jovem de 18 anos na entrada de um apartamento em Pamplona, em 2016, durante o festival de San Fermín. O grupo gravou o ato e o vídeo se tornou uma peça chave no processo.

Os juízes, no entanto, descartaram a acusação de estupro que, segundo o Código Penal espanhol, deve envolver “intimidação” ou “violência”. Após as manifestações, o governo do conservador Mariano Rajoy anunciou que estudará uma eventual reforma no Código Penal para os delitos de caráter sexual.

– Petição contra os juízes –

Os protestos não diminuíram e muitos espanhóis se revoltaram com o pronunciamento de um dos três juízes do caso que se declarou a favor de absolver os cinco homens. A dirigente do Banco Santander Ana Botín disse em sua conta no Twitter que o veredito “é um retrocesso para a segurança das mulheres”.

*Com informações de  O Estado de Minas

Mário Cardoso

43 anos, Graduando em Letras pela Universidade Estadual de Santa Cruz, colaborador deste site, administrador dos grupos Ilhéus Empregos e Classificados Ilhéus X Itabuna no Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.