Tratamento de equinoterapia continuará em Itabuna, segundo o Secretário

O secretário municipal de Saúde de Itabuna, Deivis de Oliveira Guimarães, esteve reunido na última terça-feira (15), com integrantes e voluntários da Associação Sul Baiana de Equoterapia (ASBE), pais, mães e responsáveis por pessoas atendidas pela ASBE e integrantes do Esquadrão da Polícia Montada do 15º Batalhão da Polícia Militar, no bairro Novo São Caetano. ASBE e Polícia Militar mantêm, no Esquadrão de Polícia Montada, um projeto importante de utilidade pública, sobre o qual esboça-se a submissão de crianças, jovens e adultos à utilização de cavalos como ferramenta terapêutica, sobretudo para melhorar aspectos de deficiências neurológias e motoras. O projeto atende, em Itabuna, 42 pessoas.

Criada há pouco mais de 2 anos, a ASBE reúne profissionais e voluntários das mais variadas áreas (Saúde e Educação, principalmente) que reconhecem o valor terapêutico e educacional do procedimento, baseado numa abordagem multi e interdisciplinar, nas áreas de saúde, educação e equitação, buscando o desenvolvimento biopsicossocial dos envolvidos. O método não é novo, porém o reconhecimento do seu valor é relativamente recente; no mundo, a partir de 1967, na Noruega, num trabalho desenvolvido pela fisioterapeuta Eilset Botker. No Brasil, a partir de 1989, em atividades desenvolvidas na Granja do Torto, em Brasília / DF, sede da Associação Nacional de Equoterapia (ANDE – Brasil).

 Em dezembro do ano passado, representantes da ASBE estiveram reunidos com o prefeito Fernando Gomes, quando apresentaram demandas que já estavam comprometendo, à época, o desenvolvimento do projeto e o trabalho da associação. Naquela oportunidade, o tenente Marcos Faustino falou da importância desse trabalho e relatou que, em seu início, o projeto já teria contado com a ajuda de até 16 profissionais e voluntários. “Esse número, no entanto, hoje é mais reduzido e isso vem impedindo, inclusive, a possibilidade se alcançar uma quantidade maior de pacientes”, disse Faustino.

Na reunião que aconteceu na terça-feira, os integrantes da ASBE ratificaram algumas das dificuldades e solicitaram ao secretário Deivis Guimarães o apoio da Secretaria de Saúde, importantíssimo para que o projeto possa contar, principalmente, com profissionais especializados. Guimarães ficou bastante emocionado com o que viu e ouviu e disse que estará empenhado nos próximos dias em garantir a continuidade do projeto, a disponibilização de profissionais e técnicos e, consequentemente, sua excelência de qualidade. “Sou um profissional na área de saúde que, apesar de tratar os assuntos e as demandas bastante tecnicamente, tem aspectos que chegam muito forte no coração, na emoção, no sentimento e na alma. Esse é um desses projetos que tornam visível o quanto a Saúde Pública precisa ser tratada com sensibilidade, e comigo não poderia ser diferente”, disse o secretário, externando ainda que solicitou à Câmara de Vereadores de Itabuna que proceda o reconhecimento da ASBE como entidade de interesse social e utilidade pública, esperando que o reconhecimento seja feito nas próximas semanas, o que facilitará a formulação de parcerias com a Secretaria Municipal de Saúde e com a Prefeitura de Itabuna.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.