Ilhéus: Prefeito e vice visitam ações de retomada do Projeto Porto Sul.

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, acompanhado pelo vice-prefeito, José Nazal, esteve hoje pela manhã (27), no centro de visitas do projeto Porto Sul e o Centro de Triagem e Reabilitação de Animais Silvestres (Cetras), nas proximidades da Vila Juerana, na zona norte da cidade. “Tudo isto aqui é um sonho de mais de 50 anos da região”, resumiu Mario Alexandre. Para a retomada das obras estruturantes do Porto Sul, o projeto recebe investimentos do Governo da China, e, quando concluído, será um dos principais exportadores de minério de ferro, grãos, biocombustíveis e fertilizantes, transportados pela Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol). De acordo com a Bahia Mineração (Bamin), a implantação do Cetras atende as exigências determinadas pelos órgãos ambientais e é mais uma etapa vencida pelo empreendimento. Antes de seguir para o Cetras, os diretores apresentaram a maquete de todo o projeto e exibiram um vídeo institucional de como ficará o Porto Sul depois de pronto.

Ao agradecer a visita do prefeito Mário Alexandre, o novo presidente da Bamin, Eduardo Ledsham ressaltou a parceria do governo municipal que, na sua opinião, tem sido de fundamental importância para início e conclusão das obras. “Temos uma relação muito boa com a Prefeitura de Ilhéus e a nossa intenção é caminhar juntos, pois se refere a uma iniciativa que é um desafio não apenas para o município e estado, mas para o país”, destaca. “Hoje, estamos iniciando os primeiros trabalhos de infraestrutura básica da preparação dos projetos ambientais que antecedem o início das obras. O Cetras será uma referência no Estado da Bahia, cujo investimentos serão em tratamento e coleta da flora e fauna, passo importante para a realização do projeto final”, conclui Ledsham.

Corredor de desenvolvimento – “Uma vitória para Ilhéus. Este complexo vai transportar minério de ferro e escoar a produção de grãos do oeste da Bahia para todo o Brasil. Essas obras representam a implantação de um corredor de desenvolvimento, ao longo de toda a ferrovia, viabilizando grande parte do interior da Bahia para o mundo e a passagem por Ilhéus é de extrema importância”, sugeriu o prefeito. Ele disse ainda que em breve, surgirá um grande complexo que será mais uma alternativa de geração de renda e emprego com a ampliação do fortalecimento da indústria local e regional.

Já José Nazal, que também ocupa o cargo de secretário de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável, avalia de forma positiva a retomada das obras e disse que a área de implantação do Cetras é a porta de entrada do Porto Sul. “O resultado disso é ver as nossas matas ciliares recuperadas e o resgate da flora na região. Atualmente o município arca com o custo de captura e transporte de animais silvestres que estão em extinção ou doentes e, enviá-los para Porto Seguro. É um sonho que esperamos que der certo pelo bem da nossa cidade”, pondera.

Fauna e flora – Ananda Narson Silva é bióloga e responsável pelo Cetras. Ela frisa que o órgão nasce com o objetivo de receber, reabilitar e devolver à natureza, animais capturados em projetos de resgate de fauna e flora (através dos viveiros) das áreas de mineração. “Na primeira fase de obras, a expectativa é de receber um porte bastante reduzido desses animais. A capacidade é abrigarmos até 800 animais. Contudo, iremos trabalhar para que estes não precisem vir para tratamento, através das técnicas de resgate e afugentamento em campo, aumentando o percentual de reintrodução desses animais sem que eles precisem ficar no Cetras”, explica a bióloga.

A ferrovia terá ao todo, 1.527 km de extensão e vai interligar Figueirópolis, no Tocantins, às cidades baianas de Caetité e Barreiras, até chegar ao Porto Sul, em Ilhéus com retomada as obras para 2019. A ferrovia faz parte do projeto do complexo intermodal, que prevê ainda a construção de um novo aeroporto e do Porto Sul em Ilhéus. Ao todo, são quinhentos hectares vão ser construídos na região de Aritaguá, em Ilhéus. Participaram também da visita, os diretores da Bamin, Aildo Fonseca (Logística); Alberto Vieira (Engenharia), entre outros técnicos da concessionária, além dos secretários municipais de Comunicação, Alcides Kruschewsky e de Relações Institucionais, Sérgio Sousa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *